SuperInteressante – O mais acobertado dos crimes: ESTUPRO

  A edição de julho da revista SuperInteressante fala de um dos assuntos mais polêmicos, IMPORTANTE e menos abordado pelas pessoas, que é o estupro. De acordo com a reportagem, todos os anos cerca de 50 mil pessoas são estupradas no Brasil (esses são números oficiais). Porém, apenas 10% dos casos de estupro são denunciados e registrados. Ou seja, o número de estupros no Brasil é muito maior… Mais de meio milhão. Ainda lendo isso, tenho certeza de que a maioria das pessoas não se preocupa com a situação, ou coloca a parte da culpa (ou total dela) na vítima. É por esse tipo de pensamento que 90% dos casos de estupro no Brasil são acobertados. A reportagem me chamou muita atenção, e eu achei uma das mais interessantes de todas as edições da revista, que eu li. Um trecho do texto me chamou muita atenção. Lendo ele, você vai entender o porquê…

Apesar de entendermos o estupro como um dos piores crimes que podem acontecer a alguém – segundo pesquisas sobre percepção de crueldade, ele só perde para o assassinato -, somos estranhamente incrédulos para acreditar que ele realmente acontece. O estupro é o único crime no qual a vítima é julgada junto com o criminoso. Imagine que roubaram o seu celular e você decide fazer um B.O. Agora imagine que o delegado que pegou o seu caso resolve perguntar onde você foi assaltado, que horas eram e se você era conhecido por trocar de aparelho o tempo todo. Depois ele pergunta se você tem certeza que o assalto realmente aconteceu ou se você não deu o celular ao bandido por vontade própria. Se você então explica que o roubo aconteceu de madrugada e depois de você ter tomado umas cervejas, o delegado decide – por conta própria – que não houve crime algum: você estava na rua e bêbado, quem pode garantir que você está falando a verdade? Ou então, pior, quem disse que você não queria ter sido assaltado?”

É um exemplo simples, mas que esclarece tudo. Se colocar no lugar da vítima, eu acredito, que é o ponto mais importante para entender a realidade e seriedade do caso.

— Leia a reportagem completa na edição de julho da Revista Superinteressante, já nas bancas.

‪#‎ChegaDeSilêncio‬

> Quer assinar a SUPER? Acesse: http://abr.ai/1o3EKVF

explica que o roubo foi de madrugada e depoisooo

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s